Jeitinho Pedagógico

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina". (Cora Coralina)

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Orkut como Instrumento Pedagógico




O Orkut é uma rede social que se tornou uma febre entre os indivíduos da mais variada faixa-etária. No Brasil, existem mais de 23 millhões de usuários e uma grande parte deles é de adolescentes.
Pensando nisso, porque não trazer essa grande novidade para a sala de aula? Ele pode ser um grande gerador de diversas possibilidades educacionais, onde se pode aliar conteúdo e interação, promovendo assim a interatividade, participação coletiva, conhecimento de diferentes ambientes, comunidade, contato com a diversidade social e cultural, integrando tecnologia e educação.
Com o orkut é possível criar um ambiente participativo onde os alunos podem trocar informações, participar de grupos de discussão, apresentar trabalhos em forma de álbuns, ter contato com outras culturas e diversidade social, criar comunidades com temas trabalhados em sala de aula, enfim, uma infinidade de opções, todas elas mediadas e avaliadas pelo professor, como afirma Moran (1997) "o educador continua sendo importante, ele se torna um pesquisador junto com os alunos e articulador de aprendizagens ativas, um conselheiro de pessoas diferentes, um avaliador dos resultados".
A utilização do orkut como instrumento pedagógico, possibilita ao professor promover a construção coletiva, gerando assim um ambiente significativo e inovador.




REFERÊNCIAS
MORAN, José Manuel. Como Utilizar a Internet na Educação. In: Revista Ciência da Informação, v. 26, n.2, mai-ago 1997, p. 146153. Disponível no site. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19651997000200006 Acesso ou capturado em < 24.01.2011>

SUGESTÕES DE TRABALHO PEDAGÓGICO UTILIZANDO O ORKUT

  • Propor a turma para que criem um orkut educacional onde os amigos serão professor (a) e alunos;
  • Elaborar um projeto pedagógico onde as atividades serão realizadas com a utilização do orkut;
  • Utilizar o orkut para mandar recadinhos sobre data de entrega de trabalhos, avisos de reuniões, avaliação, etc;
  • Propor pesquisa com o tema escolhido onde os alunos deverão criar álbuns para leitura de imagens do referido tema, bem como registrar informações a cerca da imagem escolhida;
  • Os alunos poderão publicar textos no espaço de mensagens ou na página principal do orkut, onde os leitores amigos terão acesso as informações;
  • Trabalho coletivo também é interessante, pois os alunos publicarão textos pesquisados individualmente e os outros colegas da equipe poderão postar comentários acrescentando novidades;
  • O professor também pode propor produção de texto coletiva, onde o mesmo postará as imagens e os alunos criarão o texto a partir dos comentários;
  • A cada publicação e criação de imagens o professor vai avaliar a participação e interação dos alunos;
  • Pode-se também publicar vídeos referente ao tema  do projeto proposto;
  • Pode-se também adicionar comunidades relacionadas ao tema estudado, como forma de ampliação do material pedagógico.

 

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Ambiente Virtual de Aprendizagem UESB

UESB

Curso de Mídias

Dia 21 de dezembro teremos a primeira aula presencial no curso de mídias. A aula acontecerá no NTE, no município de Jequié/Ba, a partir das 8:00h. Fiquem atentos!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Projeto Sítio do Pica-Pau Amarelo

Projeto Sítio do Pica-Pau Amarelo






Resgatar a cultura e reavivar valores culturais esquecidos no tempo, é tornar viva a identidade de um povo, é restaurar suas raízes.
Este projeto tem como objetivo propor o desenvolvimento de um trabalho pedagógico coletivo envolvendo as turmas de Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental, a fim de instigar a curiosidade e o prazer da leitura, abrindo espaço permanente para suas colocações proporcionando assim a interação e a socialização dos mesmos.
Ao permitir a interação entre os indivíduos, a leitura não pode ser compreendida apenas como a decodificação de símbolos gráficos, mas sim como a leitura do mundo, que deve ser constituída de sujeitos capazes de compreender o mundo e nele atuar como cidadãos. Desta forma, a interação leitor-texto se faz presente desde o início de sua construção.
Vislumbramos em Freire (1989) este olhar sobre leitura quando nos diz que a "leitura do mundo" precede a leitura da palavra, ou seja, a compreensão do texto se dá a partir de uma leitura crítica, percebendo a relação entre o texto e o contexto.
Dessa forma é preciso que todos estejam envolvidos e abertos ao “novo” para oferecer um conhecimento saudável. A promoção de atividades que visem o bem estar da criança são fatores fundamentais na construção de saberes e formação consciente do homem.
OBJETIVOS

Geral:
Ø  Desenvolver um trabalho pedagógico coletivo envolvendo as turmas de educação infantil e ensino fundamental, a fim de instigar a curiosidade e o prazer da leitura, abrindo espaço permanente para suas colocações proporcionando assim a interação e a socialização dos mesmos.

Específicos:
Ø  Fomentar o prazer pela leitura;
Ø  Despertar no educando a consciência de si enquanto ser histórico e individual, reconhecendo que suas contribuições somam ao desempenho do grupo;
Ø  Contribuir para a formação de valores que proporcionem a convivência social harmônica;
Ø  Desenvolver a percepção auditiva e a imaginação;
Ø  Valorizar a cultura popular que se manifesta por meio da literatura de Monteiro Lobato;
Ø  Instigar a curiosidade dos alunos;
Ø  Socializar os conhecimentos por meio de apresentações, relatórios, entre outros;
Ø  Levar a literatura de Monteiro Lobato ao conhecimento das crianças para demonstrar a importância da leitura na vida e no cotidiano de todos.










METODOLOGIA

            Para iniciação desse projeto serão utilizadas as seguintes metodologias:

·         Fazer um levantamento prévio das informações que os alunos já sabem sobre as obras de Monteiro Lobato e o que eles querem saber;
·         Levantamento de suas principais obras;
·         Apresentação da biografia do autor;
·         Roda de leitura;
·         Contação de histórias: As reinações de Narizinho; As caçadas de Pedrinho; As aventuras de Emília;
·         As Reinações de Narizinho: fazer relação entre essa obra e a pesquisa: rio de contas; questão orientadora: o que está acontecendo com nosso rio?; Buscar compreensão e conscientização da importância das águas dos rios em nossas vidas; lixo no rio; poluição do rio; Importância da água, etc;
·         Reconto de histórias e produções textuais;
·         Pesquisas;
·         Jogos de adivinha: cartelas com frases dando as pistas, cartelas com os nomes dos personagens e o desenho;
·         Músicas relacionadas ao tema: análise da letra das músicas;
·         Confecção de álbuns dos personagens;
·         Confecção de máscaras dos personagens;
·         Relatórios orais e escritos;
·         Registros ( atividades e fotos);
·         Dinâmicas de grupo;
·         Brincadeiras;
·         Trabalho em equipe;
·         Socialização dos trabalhos em grupo;
·         Teatrinho com fantoches;
·         Dramatizações.

RECURSOS

            Para o desenvolvimento do projeto serão utilizados os seguintes recursos:

  • Literaturas: obras de Monteiro Lobato;
  • Textos impressos: informativos e histórias;
  • Papel ofício;
  • Piloto;
  • Hidrocor;
  • Lápis;
  • Borracha;
  • Papel madeira;
  • Cartolinas coloridas;
  • Emborrachados coloridos;
  • Fantoches;
  • Casinha de fantoche;
  • Roupas de personagens;
  • Máscaras dos personagens;
  • Cd;
  • Aparelho de som;
  • Caixa amplificada;
  • Microfone;
  • Máquina fotográfica digital.
 
AVALIAÇÃO

            A avaliação será contínua, levando em consideração os processos vivenciados pelas crianças através de sua realidade e do trabalho intencional do professor.
            A mesma servirá de instrumento para reorganização de objetivos e metodologias, como forma de acompanhar e conhecer cada criança e o grupo.


CULMINÂNCIA

            Apresentação de diversas dramatizações e coreografias relacionadas ao tema no auditório da escola.


REFERÊNCIAS

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. 23ª. ed. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989.
LOBATO, Monteiro. Reinações de Narizinho. 48ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.
SOUZA, Renata Junqueira de. Narrativas Infantis: a literatura e a televisão de que as crianças gostam. Bauru: USC, 1992.